Conheça algumas anfitriãs brasileiras

As mulheres são maioria na comunidade brasileira do Airbnb, abrindo suas portas sempre com muita hospitalidade, respeito e cuidado. Com orgulho, apresentamos algumas de nossas grandes anfitriãs e um conjunto de boas histórias.

“Salvador é uma cidade que recebe muitos estrangeiros e pelo fato de eu ter facilidade de falar outras línguas, acabei ficando bem próximas deles. Comecei a hospedar pelo Airbnb há cinco anos e desde e então já vieram dezenas de hóspedes para cá. Quando sinto que querem interagir e conhecer coisas novas, levo-os comigo em meus programas. Eu não sou uma pessoa muito tradicional, então ofereço dicas que não estão nos guias — há um jazz ao ar livre no Museu de Arte Moderna que tem pouca projeção e que todos sempre se encantam muito. Outro dia levei um fotógrafo alemão a uma feira bem popular e local, a Feira de São Joaquim, o cara pirou e fez umas das fotos mais lindas da vida dele.

Teve também uma menina da Suíça que chegou triste porque havia terminado um relacionamento longo. Falei para ela: ‘sorria, você está na Bahia!’ e apresentei vários amigos. Logo ela se animou, passou a sair com eles e a conhecer outras pessoas da cidade. E aí, adivinha? Casou com um brasileiro e já teve até um filho!

Fico muito feliz quando me lembro dessas histórias e acho que estou sempre à espera das próximas que virão. O que eu penso é que a plataforma facilita bastante o processo da troca de experiências, além de nos ajudar com uma renda extra que é excelente para nós. E no meu caso o Airbnb só me ajudou a fazer o que eu já gostava: de abrir as portas da minha casa.”

LILIANA, 60 ANOS, host de Salvador.