A Airbnb aposta na inovação e no turismo em Portugal

O setor turístico é um dos mais importantes da economia portuguesa e um dos que regista maior crescimento. Só no ano passado, a comunidade de anfitriões e viajantes da Airbnb gerou uma atividade económica de mais de 1000 milhões de euros. Por isso, a Airbnb comprometeu-se a promover empreendedores e startups que apostem na inovação turística em Portugal.

O Turismo de Portugal e a organização de promoção do empreendimento Beta-i, em colaboração com a Airbnb, Agência Abreu, Amadeus, Cityrama, NOS e Grupo Pestana, lançaram no passado mês de fevereiro um novo acelerador de empresas de âmbito turístico. Em “The Journey”, procuram-se startups que apresentem soluções em áreas como:

  • a melhoria da experiência no destino
  • a otimização e o desenvolvimento do negócio
  • o turismo sustentável.

O “The Journey” irá selecionar 25 startups que participarão numa semana de bootcamp com todos os sócios no final de junho. Destas, 15 passam a uma fase de aceleração até ao início de novembro. Finalmente, o programa termina com um pitch day, no dia 6 de novembro, durante a Web Summit.

No ano passado, o país recebeu 53,5 milhões de pernoitas. Porém, se pretendermos manter esta tendência de forma sustentável, devemos também aproveitar a inovação.

Pedro Rocha Vieira, cofundador e CEO da Beta-i

“Esta iniciativa chega num momento em que se espera que o turismo cresça a uma taxa de 4% ao ano, durante os próximos 10 anos. De facto, o objetivo declarado é que, em 2027, Portugal possa registar 80 milhões de pernoitas. No ano passado, o país recebeu 53,5 milhões de pernoitas, um novo recorde do setor, representando um crescimento de mais de 10%. Porém, se pretendermos manter esta tendência de forma sustentável, devemos também aproveitar a inovação. É por isso que programas como o “The Journey” são fundamentais e é tão importante contar como sócios como a Airbnb.”

Pedro Rocha Vieira, cofundador e CEO da Beta-i

O “The Journey” é um programa que encaixa perfeitamente com os valores da Airbnb. Sabemos que vamos ver ideias criativas, que associem a sustentabilidade a viagens. É fundamental que estes dois conceitos coabitem em harmonia com a vida própria das cidades, para que exista um turismo responsável e de qualidade.